Jovens podem ter problemas vasculares?

Jovens podem ter problemas vasculares?

O mais comum é que problemas vasculares, como as varizes, por exemplo, acometam pessoas com uma idade mais avançada, devido a acontecimentos naturais do organismo. O uso de determinados tipos de medicamentos, a alteração natural dos hormônios e o próprio envelhecimento são exemplos disso. Ainda assim, os jovens não estão a salvo deste tipo de mal.

Fatores de risco

As varizes podem surgir em adolescentes como herança genética do pai ou da mãe. Além disso, há outros fatores de risco, sobretudo entre as garotas, como o uso precoce de pílulas anticoncepcionais que contêm progesterona e estrogênio, pois são substâncias prejudiciais ao sistema venoso. Ainda entre as pacientes do sexo feminino, há que se salientar a gestação abaixo dos 20 anos como agente facilitador para o aparecimento de varizes.

Algo que coloca a saúde de meninos e meninas em risco é o sedentarismo, isto é, a falta da prática de exercícios constantes. Tal fator aliado à obesidade pode “acordar” a genética ou a hereditariedade ainda mais cedo. Sendo assim, manter o peso ideal e realizar atividades físicas são as principais recomendações dos especialistas.

Recomendações médicas

Normalmente, os problemas vasculares se manifestam em pessoas com idades entre 20 e 50 anos, sendo raros em crianças. Mesmo assim, existe uma série de recomendações a serem seguidas por indivíduos de qualquer faixa etária. Uma delas é não permanecer sentado ou em pé por longos períodos. Isso pode propiciar o aparecimento de varizes. Quando estamos em movimento, nosso corpo consegue impulsionar o sangue para cima. Já quando estamos deitados, o coração se encontra no mesmo nível das pernas, o que facilita o retorno do sangue.

Um garoto que teve varizes aos 12 anos, quando chegar aos 30, poderá sofrer com sintomas muito piores. Um deles é a sensação das pernas pesadas. Depois de uma simples caminhada, por exemplo, o sujeito tem a impressão de que os membros pesam dezenas de quilos a mais. Com o passar do tempo, isso vai se tornando insuportável. Por isso, algumas dicas a serem seguidas desde a juventude são:

  • Evite roupas muito apertadas, que dificultam o retorno venoso;
  • Dê preferência a calçados com boa base e salto de, no máximo, quatro centímetros;
  • Faça breves repousos com as pernas elevadas;
  • Pratique exercícios físicos que ativem a musculatura das panturrilhas;
  • Não negligencie o tratamento médico.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *