Conheça as cirurgias vasculares minimamente invasivas

Conheça as cirurgias vasculares minimamente invasivas

Toda cirurgia envolve riscos e requer um pós-operatório cuidadoso. Mas para evitar que o corpo do paciente sofra muito nesse tipo de método, muitas doenças e problemas estão sendo tratados com procedimentos minimamente invasivos.

Mas o que são cirurgias minimamente invasivas?

O principal objetivo desse tipo de cirurgia é preservar, ao máximo, o paciente, não realizando processos ou incisões altamente agressivas ao seu organismo. 

Também é importante citar que os métodos cirúrgicos pouco invasivos têm uma taxa baixa de complicação, a recuperação é muito mais rápida e o paciente consegue deixar o hospital de forma precoce, sem precisar permanecer internado por um longo tempo.

E quais doenças podem ser tratadas com esse método?

Devido à contínua evolução da medicina, hoje em dia, diferentes enfermidades já podem ser tratadas por meio dos procedimentos minimamente invasivos. Uma das opções, por exemplo, são as cirurgias vasculares.

Quais são as principais cirurgias vasculares pouco invasivas?

Para os problemas vasculares, podem ser usadas diferentes cirurgias minimamente invasivas, em substituição ao tratamento mais tradicional que é muito mais complexo, mais agressivo e de lenta recuperação.

Entre as opções de cirurgias pouco invasivas, pode-se destacar:

Obstrução venosa profunda: nesse procedimento, os profissionais usam cateterização percutânea com o objetivo de restabelecer a circulação venosa. Essa técnica permite que o paciente sinta um alívio em seus sintomas, além de também ajudar na cicatrização de diferentes úlceras.

Ablação endovenosa por radiofrequência: outro procedimento pouco invasivo é o método de ablação endovenosa por radiofrequência, usado para tratar as desconfortáveis varizes. Esse método substitui o tratamento que realiza a dissecção cirúrgica na virilha, o que é ótimo para o paciente e para a sua recuperação.

E onde fazer essas cirurgias?

Para realizar esses procedimentos vasculares com segurança e com qualidade, é essencial buscar um profissional especializado nesse tipo de cirurgia, assim como Dra. Andrea Klepacz.

Ela trabalha com esses métodos não invasivos e com muitas outras opções de tratamento. Primeiramente, o paciente é atendido pela profissional e só depois de um diagnóstico preciso é que ele é direcionado para o procedimento que mais se adequada a sua necessidade e ao seu quadro.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *